CIDE. IMPORTAÇÃO. PRODUTOS DESTINADOS À FORMULAÇÃO DE GASOLINAS. BASE DE CÁLCULO. UNIDADE DE MEDIDA ADOTADA NA LEI. METRO CÚBICO.

06/07/2023 (9 meses atrás)

SOLUÇÃO DE CONSULTA COSIT Nº 129, DE 26 DE JUNHO DE 2023
(Publicado(a) no DOU de 05/07/2023, seção 1, página 51)

Assunto: Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico – CIDE
Ementa: IMPORTAÇÃO. PRODUTOS DESTINADOS À FORMULAÇÃO DE GASOLINAS. BASE DE CÁLCULO. UNIDADE DE MEDIDA ADOTADA NA LEI. METRO CÚBICO.

A base de cálculo da Cide-Combustíveis incidente nas operações de importação dos produtos classificados nos códigos 2707.50.90 e 2707.99.90 da NCM, destinados à produção de gasolinas, de conformidade com as normas estabelecidas pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), é a unidade de medida adotada pela Lei nº 10.336, de 2001.

Ementa: IMPORTAÇÃO. PRODUTOS DESTINADOS À FORMULAÇÃO DE GASOLINAS. PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO DE IMPORTAÇÃO. DESTAQUE. UNIDADE DE MEDIDA ESTATÍSTICA. UNIDADE PARA CÁLCULO DA CIDE-COMBUSTÍVEIS. CONVERSÃO.

Nos casos em que a unidade de medida utilizada para o cálculo da Cide-Combustíveis for o metro cúbico e a unidade de medida estatística do produto importado for o quilograma líquido, ao registrar a declaração de importação, o importador deverá: na aba “Mercadoria” da adição, no campo “Peso Líquido” , informar a quantidade do produto importado em quilogramas líquidos; e, no campo “Quantidade” , informar o volume em metros cúbicos, considerando a conversão dos valores, conforme a densidade do produto, nas condições previstas no parágrafo único do art. 5º da Instrução Normativa SRF nº 422, de 2005. No campo “Informações Complementares” , deverá constar a correta quantidade do produto importado, conforme a sua unidade de medida estatística, além do demonstrativo detalhado do cálculo da Cide-Combustíveis.

Na importação de produtos destinados à produção de gasolina, o importador deverá informar, na aba “Mercadoria” da adição da declaração de importação, no campo “Destaque NCM” , o código “801 – produtos destinados para formulação de gasolina” .

Dispositivos Legais: Constituição Federal, art. 177, § 4º, inciso I, alínea “b” ; Lei nº 10.336, de 2001, arts. 3º, inciso I e § 1º, 4º e 5º; Decreto nº 8.395, de 2015, art. 2º; Instrução Normativa SRF nº 422, de 2004, arts. 2º, 5º e Anexo II; Instrução Normativa SRF nº 680, de 2006, art. 4º e Anexo I, itens 22, 37, 43 e 43.1.

Consulte relatório na integra aqui.

SC Cosit nº 129-2023.pdf
RODRIGO AUGUSTO VERLY DE OLIVEIRA
Coordenador-Geral

Procuradoria da Fazenda Nacional não mais contestará recursos que versem sobre a exclusão do ISS da base de cálculo do PIS/COFINS Importação
Jefferson Souza
2 anos atrás
Inconstitucionalidades da LC 192/2022 que trata do ICMS Monofásico sobre combustíveis
Leonardo Dias da Cunha
2 anos atrás
ICMS sobre a gasolina: Entenda como era e o que mudou com a Lei Complementar nº 192/2022
Daniela Ramos Marinho
2 anos atrás
Cálculo e utilização dos créditos PIS e da COFINS nas operações de importação
Jefferson Souza
2 anos atrás
Exportação e Importação (Obrigações Principais e Acessórias)
Isaias Jonas de Andrade
3 anos atrás

Mais populares

Entender fazendário sobre a elegibilidade ao Simples Nacional após cisão de sociedade de advogados
Jefferson Souza
2 dias atrás
Impedimento de utilização de créditos judiciais (tese exclusão ICMS) para abatimento de débitos de parcelamentos em aberto
Jefferson Souza
2 semanas atrás
Diferente do ICMS, FECP não pode ser excluído da base do PIS e da COFINS, segundo a Receita
Jefferson Souza
1 semana atrás
Opção pela atualização do valor de bens e direitos no exterior – prazo e condições
Neide Aparecida Rosati
1 semana atrás
Retificação CFOP – ICMS/ST
Isaias Jonas de Andrade
2 semanas atrás