Empresa deve demonstrar que corre risco de fechar para poder suspender tributos


O desembargador Marcus Abraham, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (RJ e ES), negou quatro pedidos de antecipação de tutela recursal para adiar o pagamento de impostos e parcelamentos. O entendimento do desembargador é o de que a empresa que deseja suspender o pagamento de tributos federais por causa da crise do coronavírus deve demonstrar que teve queda no faturamento que ameaça sua continuidade e a manutenção dos empregos.…
X
- Insira Sua Localização -
- or -
Compartilhe
Pular para a barra de ferramentas