Guerra Fiscal: Empresas autuadas devem aguardar convênios



Empresas que foram autuadas ou possuem processos em andamento, devido terem utilizado créditos ou benefícios concedidos pelos Estados brasileiros sem autorização do Confaz, estão sendo orientados à  aguardar os convênios que devem ser editados.

Os tributaristas também não aconselham incluir as dívidas decorrentes da guerra fiscal nos programa especiais de parcelamento de débitos que, …

Acesso restrito a Membros.

Para se tornar Membro, CLIQUE AQUI.