IR: contribuinte não poderá deduzir gasto com previdência de doméstica


Um dos benefícios destinados a aumentar a formalização dos empregados domésticos acabou neste ano. A dedução de até R$ 1.251,07 do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) dos gastos dos patrões com a Previdência Social e com a cota de acidente de trabalho perdeu a validade para a declaração de 2020. Em vigor desde 2006, a lei que criou o benefício estabelecia que a dedução valeria até o pagamento do…
X
- Insira Sua Localização -
- or -

Compartilhe

Pular para a barra de ferramentas