Juíza decide que ausência de sintoma de doença grave não revoga isenção de IR


A juíza Karina Gindri Soligo Fortini, da 2ª Vara do Juizado Especial Cível e Criminal de Dourados (MS), entendeu que a ausência de sintomas da doença grave que deu direito à isenção de Imposto de Renda não permite que o benefício seja suspenso. Com isso, determinou que a agência local do INSS restabeleça a isenção a uma mulher com câncer. No caso analisado, a autora da ação, servidora pública, foi diagnosticada com neoplasia maligna e se aposentou…
X
- Insira Sua Localização -
- or -

Compartilhe

Pular para a barra de ferramentas