PGFN defende no STF tributação diferenciada para bancos


A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional defendeu junto ao STF que instituições financeiras devem pagar tributos de forma diferenciada por terem grandes lucros e serem menos atingidas por crises. Em todos os casos analisados, a maioria dos ministros do STF foi a favor das teses defendidas pela AGU. Os julgamentos ainda serão retomados.

AguBrasil

1 COMENTÁRIO