Recriação da CPMF divide senadores


A proposta de recriação de uma nova Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), aventada pela equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, causou reações no Congresso. O senador Weverton (PDT-MA) entende que em vez de CPMF é importante taxar os bancos e seus lucros bilionários. Já o senador Marcelo Castro (MDB-PI) defendeu o imposto, por entender que ele permite o rastreamento do dinheiro, especialmente o do crime. O senador Major Olímpio (PSL-SP) disse que a discussão pode acontecer sem a necessidade de o governo enviar uma proposta própria. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, afirma que a demissão do secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, pelo presidente Jair Bolsonaro não atrapalha o diálogo com o governo sobre a reforma tributária (PEC 110/2019, no Senado).

Veja mais na reportagem de Dinalva Ferreira, da TV Senado.

Agência Senado

X
- Insira Sua Localização -
- or -

Compartilhe

Pular para a barra de ferramentas