TJ mantém pena a fiscal que oferecia “jeitinho” para liberar alvarás em Joinville


Uma ex-fiscal de obras de Joinville teve a condenação pelo crime de corrupção passiva confirmada em julgamento na 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC). A ex-servidora pública, que cobrava para expedir alvarás, permaneceu com a pena de dois anos e oito meses de reclusão em regime aberto, substituída por duas restritivas de direito, em matéria sob a relatoria do desembargador Sidney Eloy Dalabrida. Ela terá…
X
- Insira Sua Localização -
- or -
Compartilhe
Pular para a barra de ferramentas