Limites e possibilidades de reclassificação contábil de imóveis do imobilizado ou de propriedade para investimento para a conta de “estoque”, frente às últimas posições do CARF

Por José Homero Adabo [1] Muitas empresas tributadas pelo lucro presumido, que exercem atividades imobiliárias, se deparam com o seguinte dilema: manter um imóvel alugado por valor relativamente baixo frente às taxas de juros de mercado ou colocá-lo à venda e, com os recursos arrecadados, criar novos empreendimentos, ou se a conjuntura lhe for favorável no curto prazo, sua aplicação no mercado financeiro. A essência desta decisão é puramente econômica…
Foto de perfil
Contador pela PUC-Campinas (1989) e Mestre em Ciências Sociais pela Escola de Sociologia e Política de S. Paulo - Instituição Complementar da USP (1980). Especialista em Direito Tributário pela Escola de Direito de S. Paulo - FGV/SP (2020). Professor de Contabilidade e Economia da PUC-Campinas (1975-2009). É Contador e Sócio Diretor de Escritório Taquaral Contabilidade, em Campinas - SP. Foi Conselheiro Efetivo do CRC/SP (2002-2005).
X
- Insira Sua Localização -
- or -
Compartilhe
Pular para a barra de ferramentas