Planejamento tributário: Ponto de equilíbrio entre Cofins e PIS cumulativos e não-cumulativos

Devemos, analisar, ao lado do ponto de equilíbrio para o LUCRO REAL E PRESUMIDO, a forma a ser eleita em relação à apuração das contribuições PIS E COFINS. Para as empresas optantes pela forma presumida, as alíquotas são de 0,65% e 3%, respectivamente. Já para as empresas do LUCRO REAL, as alíquotas foram majoradas para 1,65% e 7,6%, para o PIS E COFINS, respectivamente, porém, em contrapartida poderão estas empresas…
Advogado inscrito na OAB/ES 10.665, Contador inscrito no CRC/ES 7.744, Perito Judicial Cível e Trabalhista, Auditor Independente, Consultor Empresarial. Pós-graduado em Planejamento Fiscal e Auditoria Contábil pela UVV/ES; Pós-graduado em Direito Tributário pela FGV/RJ; Pós-graduado em Direito Processual Civil pela FDV/ES; Pós-graduado em Direito Público pela FDV/ES; Mestre em Planejamento Tributário pela FUCAPE/ES.
X
- Insira Sua Localização -
- or -

Compartilhe

Pular para a barra de ferramentas