Despesas operacionais e o crédito de PIS e Cofins


O Conselho Administrativo de Recursos Fiscais do Ministério da Fazenda, criado em 2008 para analisar os recursos interpostos em processos administrativos no âmbito da Receita Federal tem interpretado a tomada de crédito de PIS e Cofins não-cumulativas, ampliando o conceito de insumo para abarcar o comércio, que ficou à margem da previsão legislativa. Realmente se empregarmos uma interpretação restritiva na legislação, acabamos por realizar o regime cumulativo, senão vejamos. Primeiramente…
Foto de perfil
Advogado Tributarista e Contabilista Pós-Graduado em Direito Tributário Professor de Direito Tributário, Contabilidade Geral e Tributária Autor do livro “A Substituição Tributária do ICMS no Rio Grande do Sul” – Paixão Editores Proprietário da empresa FL Consultoria Contábil e Tributária
X
- Insira Sua Localização -
- or -

Compartilhe

Pular para a barra de ferramentas