Rogerio Manoel da Silva

PRO

Graduado em Ciências Econômicas, Pós graduações em: Gestão Empresarial, Controladoria, Economia de Empresas, Direito empresarial e Psicanálise Clinica. Técnico em contabilidade. Mais de 15 anos como Executivo Financeiro/ComEx em empresas nacionais e multinacionais de vários portes e setores.

Criptomoedas vs. IFRS vs. Tributos – alguns comentários

Com Reais, Dólares, Euros e outras moedas as empresas podem comprar bens e/ou serviços, correto? Sim. E com Bitcoins, Ethereum, Ripples e demais as empresas, eventualmente, também podem comprar bens e/ou serviços, correto? Sim. Então, todas são moedas e, por isso mesmo, devem ser registradas contabilmente como tal (ie, Caixa) ...

Adicionou aos favoritos:

"Criptomoedas vs. IFRS vs. Tributos – alguns comentários"

Com Reais, Dólares, Euros e outras moedas as empresas podem comprar bens e/ou serviços, correto? Sim. E com Bitcoins, Ethereum, Ripples e demais as empresas, eventualmente, também podem comprar bens e/ou serviços, correto? Sim. Então, todas são moedas e, por isso mesmo, devem ser registradas contabilmente como tal (ie, Caixa) ...

Teste de Impairment e o WACC – IAS 36 (CPC 01) – algumas considerações

Na verdade, a contabilidade hoje em dia carrega intrinsecamente uma importante “dose” de subjetividade em muitos aspectos. Isto, certamente, tem potencial para se tornar um “pesadelo” para muitos, entre os quais, nossos estimados auditores!

O Teste de Impairment – IAS 36 (CPC 01) – é, seguramente, um dos aspectos da contabilidade ...

Adicionou aos favoritos:

"Teste de Impairment e o WACC – IAS 36 (CPC 01) – algumas considerações"

Na verdade, a contabilidade hoje em dia carrega intrinsecamente uma importante “dose” de subjetividade em muitos aspectos. Isto, certamente, tem potencial para se tornar um “pesadelo” para muitos, entre os quais, nossos estimados auditores!

O Teste de Impairment – IAS 36 (CPC 01) – é, seguramente, um dos aspectos da contabilidade ...

IFRS 16 | CPC 06: Arrendamentos – efeitos tributários e fiscais

Neste texto não há qualquer pretensão de exaurir assunto tão amplo e, de certo, complexo. Aqui tão somente procura-se delinear alguns aspectos tributários básicos, advindos da adoção do IFRS 16 (CPC 06) – Arrendamentos.

A adoção desta norma contábil que tem impacto potencial relevante para certas empresas/segmentos de negócios demanda controles ...

Adicionou aos favoritos:

"IFRS 16 | CPC 06: Arrendamentos – efeitos tributários e fiscais"

Neste texto não há qualquer pretensão de exaurir assunto tão amplo e, de certo, complexo. Aqui tão somente procura-se delinear alguns aspectos tributários básicos, advindos da adoção do IFRS 16 (CPC 06) – Arrendamentos.

A adoção desta norma contábil que tem impacto potencial relevante para certas empresas/segmentos de negócios demanda controles ...

Adicionou aos favoritos:

"PIS/COFINS/IPI – RETAERO – Roteiro de Procedimentos"

Resumo: Abordaremos neste trabalho os procedimentos necessários para a fruição do beneficio tributário intitulado Regime Especial para a Indústria Aeronáutica Brasileira – RETAERO.

Sumário

1 – Introdução 2 – Beneficiários 3 – Suspensão dos tributos 4 – Requisitos para fruição dos benefícios 5 – Requerimento de habilitação 6 – Procedimentos para habilitação pelo órgão responsável 7 – Cancelamento ...

Adicionou aos favoritos:

"Preços de transferência e o fim da dupla tributação"

As regras de preços de transferência das principais economias do mundo seguem o modelo criado pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Mas há uma exceção chamada Brasil. As normas são bem diferentes e não são raros os casos de multinacionais penalizadas com dupla tributação em transações com o ...

Adicionou aos favoritos:

"IRPJ – Taxa anual de Depreciação – Roteiro de Procedimentos"

Resumo: Neste presente Roteiro serão evidenciadas ao leitor as taxas consideradas pela Receita Federal do Brasil para fins de depreciação de Bens do Ativo Imobilizado.

1 – Introdução

Conforme definido na Lei 6.404/76, também conhecida como Lei das “S/A”, serão classificados no ativo imobilizado da companhia os direitos que tenham por objeto ...

Adicionou aos favoritos:

"Novo conceito de insumo de crédito no PIS/Cofins geraria perda de R$236 bi em 5 ano"

A ampliação do conceito de insumo para a obtenção de créditos tributários na cobrança de PIS/Cofins teria um impacto de R$ 236 bilhões na arrecadação em cinco anos, considerando os valores entre 2012 e 2016, segundo apurou o Estadão Apenas em 2016, o efeito da medida seria de R$ 52 bilhões. ...

Pular para a barra de ferramentas